quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

ESPERTO OU EXPERTO?

No mundo do conhecimento e trabalho, precisamos vigiar muito, principalmente nossa escrita.
> Essa troca é bem interessante, sempre aprendemos mais.
> Esperto vs. experto
>
> Esse par de homônimos pode eventualmente levar-nos a pensar haver erro onde não há. Ambos podem ser adjetivos e substantivos. Vejamos os sentidos dessas palavras na condição de substantivos em diferentes contextos:
>
> Esperto – Indivíduo astuto e malicioso. Espertalhão. Exemplos: “O mundo é dos espertos” e “Não quero esperto como sócio”.
> Experto – Pessoa dotada de grande habilidade ou conhecimento. Especialista. Nesta última acepção, equivale
> a “perito”. Exemplos: “Procure ouvir a opinião de algum experto” e “O experto sabe distinguir os diferentes tipos de ouro”.
> Muitas vezes, deparamos com o emprego, em textos em português ou mesmo na conversação, da forma inglesa “expert”. Evidentemente, trata-se de desconhecimento ou, o que é pior, de comportamento colonizado, já que possuímos a forma vernácula a disposição. O curioso é que aquela palavra, tal qual a portuguesa, provém da mesma fonte: o latim “expertu”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário