segunda-feira, 2 de agosto de 2010

BULLYNG...TEMOS MUITO A FAZER...





Inibição do Bulling através das Fábulas.
Buullyng, podemos perceber o crescimento desse fenômeno em vários setores da sociedade, todavia a grande “casa dos conflitos” a escola é alvo vital, necessitando em caráter de urgência, ações inibidoras e fortalecedoras, como o diálogo sobre os valores humanos formadores da base humana.
O Bullyng é uma ação maléfica traumatiza o psiquismo de suas vítimas, provocando um conjunto de sinais e sintomas muito específicos, caracterizando uma nova síndrome, denominada por Cleo Fante (2005, p. 28) de Síndrome de Maus-Tratos Repetitivos (SMAR). (FANTE, 2005). Bullying se origina de uma palavra inglesa adotada em muitos países que define “o desejo consciente e deliberado de maltratar outra pessoa e colocá-la sob tensão”.
(Tatum e Herbert, 1999 citados por Fante; Pedra, 2008, p. 33)
O bullying compõe-se de atitudes agressivas, intencionais e repetitivas que ocorrem sem motivação evidente, adotadas por um ou mais de um aluno, contra outro ou outros, ocasionando dores e angústia, sempre executadas dentro de uma relação desigual de poder,( está em foco mais um desigualdade gritante, doente da nossa sociedade) tornando possível a intimidação da vítima.
A contação de histórias na escola, desde as primeiras salas até a adolescência pode recriar a reflexão interior e coletiva, favorecendo a paz e inibindo o bullyng.
Pensemos em uma sala de aula onde crianças contam e recontam as fábulas, através delas espelham seu cotidiano e relacionam as atitudes próprias , dos amigos(as) e do social inserido.Pensemos em uma sala de aula um lugar de valores básicos, formadores de gente, gente do bem.
Alguns exemplos:
Qual amoral da história? Deve haver equilíbrio entre trabalho e lazer.
"A cigarra e a formiga". Conta a fábula que a formiga trabalhadora passa o tempo armazenando comida para o inverno e um gafanhoto, que não faz nada, somente canta durante os meses de verão. E quando o inverno chega, a formiga é bem alimentada e o gafanhoto vai ao encontro das formigas, implorando por comida.
Qual a moral da história? O calor é mais forte que o barulho.
"O Sol e o Vento". A história é sobre uma aposta feita entre o vento e o sol, como a que se poderia seduzir um homem que passa a tirar o casaco. As tentativas do vento em vão para conseguir esse objetivo por ser tempestuoso e frio, mas o homem simplesmente envolve seu paletó firmemente em torno de seu corpo. O sol surge a irradiar calor e motivar o homem a tirar o casaco.
Qual a moral da história? Tamanho não é impedimento para o heroísmo.
"O Leão e o Rato". A fábula conta a história de um rato que se torna presa pela pata de um leão e implora para ser liberado. Diz o leão que se ele o deixa ir, ele vai pagar um dia esse favor. O leão zomba da idéia, mas libera o rato de qualquer maneira. Dias depois, acontece que o rato cai em cima do leão que está enredado em uma rede.. O rato dá mordidas na rede até que o leão é libertado, provando de fato que o tamanho não é impedimento para o heroísmo.
Professora Cristina.

3 comentários:

  1. Muito bom esse texto... Me fez refletir o que passei

    ResponderExcluir
  2. Quando escrevi, também pensei em vc, kkkk...Obrigado pelo comentário.

    ResponderExcluir
  3. muito bom esse texto...

    ResponderExcluir